Chrome OS: Uma nova onda?

O Google anunciou finalmente como ficará o Chrome OS na sua forma final. Nada muito diferente do que foi anunciado a pouco mais de 1 ano atrás. Eu, pessoalmente, esperava que houvessem mais coisas para se fazer offline, mas pelo jeito tudo vai rodar em torno da web, afinal sua fonte de renda principal são anúncios e quanto mais conectado você estiver, mais vai ver e clicar neles.

Algumas ideias para se pensar:

  • O Google cada vez mais está tendo acesso à sua privacidade. Fotos, e-mails, documentos, preferências de navegação, amigos estarão ao seu alcance. Parece que o Grande Irmão tomou sua forma definitiva.
  • Usar o computador será fácil e muito mais seguro do que nunca. Acredito que 95% das pessoas não tem qualificação para utilizar Windows. Usuários mortais tem dificuldade extrema de perceber diferença entre um e-mail phishing de um e-mail verdadeiro. O fato do Chrome OS ser baseado em Linux deixa as coisas muito mais seguras. O Ubuntu e o Fedora deram um passo grande nesta direção, mas o Chrome OS vem instalado de fábrica e vai ter milhões (senão bilhões) de dólares investidos, o que fará com que evolua muito rápido.
  • A parceria com fornecedores de notebook/netbooks e com as provedoras de acesso à internet massificará a médio/longo prazo o acesso à informação muito mais nos países pobres do que nos Estados Unidos e Europa.
  • Quando as conexões de alta velocidade estiverem mais abundantes provavelmente veremos o surgimento de jogos 3D para este tipo de plataforma.
  • Fornecedores de software serão praticamente obrigados a criar aplicações para esta nova plataforma. Ninguém vai querer ficar para trás se esta for a próxima onda.
  • Acredito que os notebooks não virão somente com Chrome OS. Provavelmente a Microsoft vai dar o Windows de graça (talvez até pague) para este tipo de hardware. Neste caso você vai precisar escolher o sistema operacional na hora do boot.
  • A alternativa para que o Chrome OS seja o único sistema operacional no hardware pode ser preço (diminuindo hd e memória o que inviabilizaria instalar monstros como o Windows 7 que precisa de muito espaço e muita memória para rodar) ou subsídio (o Google pagando uma parte do hardware para você).
  • Pelo que entedi, o Google não vai fornecer instalador para o Chrome OS, você vai precisar comprar um hardware com o sistema embutido. Mas como todo o sistema é de código aberto, em menos de 2 semanas haverão instaladores criados por fãs para instalar em hardware pré-Chrome OS.
  • Se o Chrome OS pegar, o Yahoo estará morto. Poderá tentar criar seu próprio sistema operacional, mas estará 2 anos atrasado e não tem a mesma capacidade de investimento do Google. A Microsoft não tem alternativa a não ser pagar para os usuários usarem Windows. Criar um sistema operacional na linha do Chrome OS seria assinar um atestado de incompetência.

Quer saber mais sobre o Chrome OS? Acesse o site oficial.

Leia Mais

Como instalar o Windows XP usando um pendrive

Como instalar o VMware ESXi

Como criar máquinas virtuais no VMware ESXi

Convertendo máquinas físicas em máquinas virtuais no VMware

Como compartilhar recursos eficientemente no VMware ESXi

Como aumentar o tamanho dos discos no VMware ESXi

Como instalar e usar o VirtualBox

Como ter mais seguidores no Twitter

3 thoughts on “Chrome OS: Uma nova onda?

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>